FLORES DE PLÁSTICO - ÓPERA CONTEMPORÂNEA ESTRÉIA NO VIDIGAL.


Uma ópera contemporânea tem suas primeiras apresentações no morro do Vidigal. O piano sobe o
morro e se une ao DJ e ao canto para representar uma versão contemporânea do mito de Penélope. A
peça trata da crise de uma mulher que tenta preencher o vazio em sua vida com objetos de consumo. A
personagem relembra amores e paixões tentando encontrar sentido em sua vida.
Flores de Plástico é um monodrama – ópera para cantor solo – de João MacDowell. Nas palavras do
compositor: “Essa ópera trata de corações partidos em um universo artificial. Todos queremos amor e
afeto. A realidade virtual e promessas de satisfação instantânea tendem a gerar frustração pela própria
natureza da experiência.”
Compositor brasileiro radicado em Nova York, João MacDowell, está chamando atenção. Sua trajetória
já está gerando parcerias inclusive com o cinema. Acaba de voltar de umes de residência na ilha de
Faro, com convite da Fundação Bergman, onde trabalhou em sua terceira ópera, inspirada no filme
“Gritos e Sussurros” com estréia na Suécia marcada para 2015.
A personagem Penélope será interpretada pela mezzo-soprano Clarice Prietto. A cantora entrou em
contato com a obra do compositor brasileiro na ocasião de sua estréia em Nova York em 2012. Clarice,
que também assina a direção geral, tem uma história que aposta em criações originais e ousadas, como
sua versão de Carmem – Ópera Flamenca de 2013, sucesso de público, comprovando a relevância e
atualidade do gênero.
O espetáculo junta um time de peso: direção cênica do Dzi Croquette Bayard Tonelli, produção e
projeto cenográfico de Sheyla de Castilho, videocenografia de Cila MacDowell, escultura de Marina
Vergara e programação visual de Cynthia Tello. Acompanham os músicos: Maria Luisa Lundberg
(piano) e Leo Brunno (teclados, sonoplastia e DJ).
As apresentações acontecem no Teatro do Vidigal, que pertence ao grupo Nós do Morro, dias 05 e 07
de setembro, ganham reforço de piano de cauda gentilmente cedido pela Casa Pierre Pianos. A cantora
e o compositor estarão disponíveis para debate com a imprensa e o público após as performances. O
Teatro do Vidigal fica na Rua Dr. Olinto de Magalhaes, 16. Ao chegar no Vidigal, suba a rua principal e
entre na primeira à direita, você verá a entrada logo ao lado da Escola Almirante Tamandaré.

Comentários