A MÚSICA DA FLORESTA.

OSB e Calíope apresentam música que Darius Milhaud compôs inspirado pela Floresta da Tijuca.


A Sala Cecília Meireles apresenta, nos dias 18 e 19 de dezembro, às 20 horas, a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), com regência de Marcelo Ramos, e o Conjunto Calíope, regido por Julio Moretzsohn, em uma noite dedicada à obra do compositor francês Darius Milhaud. Estes concertos fazem parte da série Orquestras e celebram os 450 anos de fundação do Rio de Janeiro.
A escolha do repertório para concerto segue os passos do mais carioca de todos os compositores franceses: Darius Milhaud e seu contemporâneo brasileiro, Heitor Villa-Lobos. E traz, como pièce de résistance, a primeira audição brasileira de uma obra composta para balé há quase 100 anos no Rio de Janeiro: L’Homme et son Désir. Com texto de Paul Claudel e música de Milhaud, a peça tem como pano de fundo o ambiente luxuriante da Mata Atlântica.
Defensor da politonalidade – que, com o atonalismo, dominou a vanguarda musical nos anos 1920 –, Milhaud levou a técnica às últimas consequências em obras que serão executadas neste concerto: La Création du Monde e L’Homme et son Désir. A primeira foi composta no Rio de Janeiro e sua estreia mundial deu-se aqui, sob a regência de Alberto Nepomuceno. A segunda, a bordo do navio que o levou à Nova York, assim como Noneto, de Villa-Lobos, também no programa e também escrita a bordo de um navio em direção à França. Completam o programa Três Pequenas Sinfonias de Câmera, também composta por Milhaud. Celebram-se assim os autores, a cidade do Rio de Janeiro e os dois países.
A passagem de Milhaud pelo Rio de Janeiro, em 1917-1918, como adido cultural da Legação de França, chefiada pelo escritor e embaixador Paul Claudel, frutificou na obra do compositor – em títulos como Boi no TelhadoSaudades do Brazil e Danças de Jacaremirim. O músico francês ficou enfeitiçado não só pelo ritmo da música brasileira, mas também pelo manancial de melodias que aqui ouviu, a começar porPelo telefone, composição que dominou o carnaval da cidade no ano em que aqui chegou.

SERVIÇO:

Concerto especial
Orquestra Sinfônica Brasileira
Marcelo Ramos, regente
Conjunto Calíope
Julio Moretzsohn, regente

18 e 19 de dezembro, sexta-feira e sábado, às 20 horas
Sala Cecília Meireles (Largo da Lapa, 47, Centro – Rio de Janeiro. Tels.: 21 2332-9223 e 2332-9224)

Ingressos: R$ 40, com meia-entrada para estudantes e idosos

Fonte: http://www.movimento.com/

Comentários