OS MILHÕES DO PROJETO ALMA BRASILEIRA DO THEATRO MUNICIPAL DE SP. ARTIGO DE ALI HASSAN AYACHE NO BLOG DE ÓPERA E BALLET.

  

    Notícias que chegam do Theatro Municipal de São Paulo contam uma chuva de desvios de verbas e delações premiadas. Deixemos para as autoridades competentes a investigação e se comprovado o delito a punição. O que salta aos olhos é a soma exorbitante de valores citados.
   Em sua página na rede social Facebook John Neschling faz em relato sobre o projeto Alma Brasileira. O texto é enorme para os padrões virtuais, tive a paciência de ler tudo John, eu sei que você lê os meus, a vantagem é que são bem mais curtos. Reuniões em diversas partes do globo para organizar o evento são citadas.
   A ideia era valorizar Villa-Lobos com concertos homenageando um dos maiores compositores brasileiros em quatro cidades. O problema é que a verba para tal projeto estava estipulada em um milhão de Euros ou cinco milhões de reais, fala-se me milhões como se fosse um cafezinho na padaria da esquina. Um gringo (sempre eles John) faria um filme que seria exibido junto com a apresentação da orquestra onde desfilariam índios, caboclos e metrópoles brasileiras visando mostrar a alma brasileira. 
   Convenhamos, cinco milhões de reais para um filme feito por um gringo que nunca sequer ouviu falar de Villa-Lobos e uma apresentação de orquestra é muito dinheiro, mas muito dinheiro mesmo. Nada garante que esse projeto seja vendido para as grandes orquestras internacionais como é afirmado no texto. O site da Revista Veja São Paulo informa que dos cinco milhões, o valor de 1,2 milhões foram pagos.
Ali Hassan Ayache