FARINELLI "À MINEIRA".

O contratenor mineiro Sérgio Anders interpreta papel criado para Farinelli, o mais famoso cantor do período barroco.

No dia 19 de agosto, no Palácio das Artes, o contratenor mineiro Sérgio Andersenfrentará um grande desafio do mundo da ópera: interpretar um papel escrito para o castrato italiano Farinelli, um dos mais famosos cantores da história da música. Neste dia, Sérgio Anders interpretará o papel de Cleópatra, na ópera Marco Antônio e Cleópatra, escrita pelo compositor alemão Johann Hasse (1699-1783).
A montagem será realizada pela Ensemble Orquestra, regida pelo maestro mineiroMárcio da Silva, e conta também com a presença do contratenor americano Patrick Dailey no papel de Marco Antônio. A apresentação acontece às 20. e os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Palácio das Artes.
Farinelli é o pseudônimo de Carlo Maria Broschi. Nascido em 1705 na Itália, ainda menino foi submetido ao procedimento cirúrgico que o tornou um “castrato”, termo italiano que designava os cantores que haviam passado por uma cirurgia de castração. A intervenção impedia a mudança de voz característica da puberdade e garantia que a tessitura vocal infantil fosse preservada, aproximando-se das vozes femininas.
A prática teve início por volta do século XVI devido à censura contra mulheres nos coros católicos e só foi proibida em 1870. Dotado de grande virtuosismo, Farinelli iniciou carreira aos 15 anos e logo se tornou o cantor mais popular e bem pago de sua época. Segundo o compositor Johann Quantz (1697-1773), “sua entonação era pura, seus vibratos maravilhosos, seu controle sobre a respiração extraordinário e sua garganta muito ágil”.

Sérgio Anders
Para Sérgio Anders, interpretar um papel originalmente criado para Farinelli é uma grande responsabilidade, pois o público virá com muita expectativa. “Embora o contratenor seja um cantor com voz naturalmente aguda, semelhante à de crianças, ele passa pela puberdade. Esse processo acarreta mudanças na laringe e isso dificulta bastante ao interpretar árias para castrato. Estudar um papel escrito para a voz do maior cantor castrato que já existiu tem sido, até o momento, o meu maior desafio enquanto cantor. Minha responsabilidade é de honrar a memória de Farinelli e apresentar o meu melhor, fazendo a música soar bem na minha voz”, ressalta
Professor de canto da Escola de Música da UEMG, Anders é doutorando em Música pela UFMG, onde também cursou Bacharelado e Licenciatura. Estudou ainda nos EUA, onde concluiu o mestrado na Universidade da Dakota do Norte e o Performance Diploma na Universidade de Indianna. Membro efetivo do Coral Lírico de Minas Gerais, é o único contratenor brasileiro a integrar o Pi Kappa Lambda National Music Honor Society, entidade norte-americana dedicada à promoção da música na educação.

A OBRA
Escrita em 1725 “Marco Antonio e Cleópatra” teve sua estreia em Nápoles e foi um dos grandes sucessos do compositor Johann Hasse. Uma das características da obra é a inversão dos papéis femininos e masculinos, feita propositalmente. No elenco original, o papel de Cleópatra era cantado pelo famoso castrato italiano Farinelli e o de Marco Antônio pela contralto Vittoria Tesi. Essa era uma escolha muito comum no período barroco, pois a troca de papéis tinha o intuito de evidenciar o caráter teatral da encenação, ressaltando a artificialidade da representação lírica.
Poucas vezes encenada no Brasil, a montagem de “Marco Antônio e Cleópatra” integra a programação da segunda edição da Academia de Ópera Barroca, que acontecerá entre os dias 11 a 20 de agosto em Belo Horizonte. A iniciativa é do Ensemble Orquesta em parceria com o Núcleo de Ópera do CEFART e a Fundação Clóvis Salgado.
Segundo Anders poucas casas de espetáculos brasileiras recebem óperas barrocas atualmente e o Palácio das Artes é uma das únicas a abraçar esse tipo de obra. Ele explica que a ópera será cantada em italiano, mas haverá legendas em português para facilitar o entendimento, e o público pode esperar um grande espetáculo: “A música é linda, e a peça não é longa, não há como ficar entediado. A plateia receberá o máximo dos dois cantores, que se empenharão em trazer a magia da época barroca ao palco”, completa.

SERVIÇO

Ópera Marco Antônio e Cleópatra – Sérgio Anders e Patrick Dailey (contratenores)

Dias 19 e 20/08/2016, às 20h.

Palácio das Artes 
(Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – BH – (31) 3236 7400)
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) R$10,00 (meia).

FONTE:  http://www.movimento.com/

Comentários