EM AÇÃO INÉDITA, MOZARTEUM BRASILEIRO SELECIONA BOLSISTAS PARA FORMAR ORQUESTRA JOVEM



As inscrições para as 69 vagas podem ser feitas de 1º a 31 de outubro
Ao lado de 15 músicos profissionais, a orquestra se apresentará no Festival Música em Trancoso, em março de 2017

Uma oportunidade rara de participar de uma orquestra profissional surgiu para jovens músicos: 69 bolsistas serão selecionados para formar a Orquestra Jovem do Mozarteum. Ao lado de 15 músicos profissionais, o grupo irá participar dos concertos do Festival Música em Trancoso, no Teatro L'Occitane, de 18 a 25 de março de 2017, na Bahia, entre outras atividades. Esta é mais uma iniciativa da associação Mozarteum Brasileiro.
Serão selecionados músicos de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, trompa, trompete, trombone, tuba, flauta, oboé, fagote, clarineta, percussão e tímpanos. A orquestra terá a regência de Carlos Moreno, um grande mestre na área, atual maestro da Orquestra Jovem de Repertório - OER, e direção artística de Sabine Lovatelli. A iniciativa é mais uma ação socioeducativa do Projeto Mozarteum, que tem entre seus objetivos incentivar a carreira musical de jovens talentos brasileiros.
"Existe um grande encantamento em torno do festival Música em Trancoso, que está em sua 6ª edição e já é um evento altamente reconhecido, tanto no Brasil quanto no exterior. Está em nosso DNA investir em jovens músicos e revelar talentos brasileiros; e acreditamos que já era o momento de desenvolver e lançar uma orquestra jovem que pudesse absorver o pensar e o sentir da incrível energia que o festival proporciona, além da interação com todos os participantes", afirma Sabine Lovatelli, fundadora e presidente do Mozarteum Brasileiro e da Associação Música em Trancoso.
Os bolsistas terão 17 dias de ensaios, de 18 de fevereiro a 25 de março, incluindo o período das apresentações no Festival. Subirão ao palco em várias oportunidades, entre elas, um concerto no Clube Hebraica, em São Paulo, no dia 4 de março. Em Trancoso, farão três programas distintos, sob a regência de Carlos Moreno e Benoit Fromanger,  maestro titular da Orquestra Sinfônica de Bucareste (Romênia), e do maestro Larry Baird, que acompanha o músico Al Jarreau e já regeu mais de 250 orquestras pelo mundo. Também participarão de masterclasses de seus respectivos instrumentos com importantes nomes do cenário da música clássica nacional e internacional.
"Será um oportunidade única para o jovem músico vivenciar o cotidiano de uma orquestra e descobrir como elas funcionam. E, o mais importante, ao lado de grandes artistas profissionais", completa Lovatelli.  
Os 69 selecionados receberão mil reais, poderão participar de masterclasses e terão as despesas de viagens cobertas pela bolsa: passagens aéreas São Paulo / Trancoso / São Paulo, transporte terrestre, seguro viagem, hospedagem e alimentação em Trancoso. Os interessados nas audições de seleção devem ser maiores de 18 anos completos até o dia 31 de janeiro de 2017 e devem se inscrever unicamente pelo site www.mozarteum.org.br, onde também terão acesso ao regulamento completo e às coordenadas de inscrição. O resultado da seleção será divulgado em 16 de novembro.

Serviço: Audição para Orquestra Jovem Mozarteum
Inscrição: de 1º a 31 de outubro - unicamente pelo site www.mozarteum.org.br
Instrumentosviolino, viola, violoncelo, contrabaixo, trompa, trompete, trombone, tuba, flauta, oboé, fagote, clarineta, percussão e tímpanos.
Idade: a partir de 18 anos, completos até 31 de janeiro de 2017
Mozarteum Brasileiro

35 anos dedicados a projetos educacionais e à promoção da música clássica
Fundado por Sabine Lovatelli e Claude Sanguszko em 1981, o Mozarteum Brasileiro surgiu com o compromisso de levar a todos os públicos o que há de melhor no mundo da música e da dança, tanto clássica quanto contemporânea. Instituição sem fins lucrativos, tornou-se em pouco tempo uma das mais importantes associações culturais do país. A produção de grandes concertos é apenas uma das atividades que posicionam o Mozarteum entre as principais entidades promotoras da música clássica. Com o Projeto Mozarteum, desenvolve atividades educativas voltadas ao aprimoramento musical de jovens talentos e à formação de plateias, por meio de masterclasses, palestras no Clube do Ouvinte, matinês para crianças e concertos ao ar livre. Os programas de integração entre músicos brasileiros e estrangeiros e bolsas de estudo para jovens nas melhores academias internacionais, promovidos pelo Mozarteum, já beneficiaram cerca de 200 estudantes de música e canto. Ao longo de sua trajetória, a instituição já trouxe ao Brasil algumas das maiores orquestras do mundo, como as filarmônicas de Berlim, Viena, Munique e de Nova York; respeitadas companhias de dança, como o Bolshoi e o New York City Ballet, e também solistas, grupos de câmara, coros e regentes de prestígio internacional.

Comentários