TCHAIKOVSKY, CONCERTO PARA VIOLINO E ORQUESTRA, UM DOS MAIS DIFÍCEIS DO REPERTÓRIO. ARTIGO DE ALI HASSAN AYACHE NO BLOG DE ÓPERA & BALLET.



Uma das obras mais inspiradas de Tchaikovsky, quando o assunto é concerto para violino e orquestra é o meu preferido. Violinistas que o enfrentaram dizem ser um dos mais difíceis do repertório, toda a dificuldade técnica é recompensada com melodias sublimes. Escrito em uma fase de turbulência na vida do compositor, seu casamento com Antonina Milukova fracassara, conseguiu exprimir nele todo sentimentalismo no violino. A Sinfonia Espanhola de Lalo serviu de inspiração, escrito para Leopold Auer que vendo a partitura desistiu por medo de encará-la a peça estreou em 08 de Dezembro solada pelo violinista Adolf Brodsky que tocou a peça em diversas partes do mundo ajudando sua popularização. 
  Três movimentos mostram um Tchaikovsky inspirado e melódico onde orquestra e solista dialogam resultando em uma massa orquestral uniforme. Entre o primeiro e segundo movimento o público esquece o protocolo de ficar em silêncio e explode em palmas devido à força da música. 
  O filme O Concerto mostra o drama do regente Andrei Simoniovich ( Alexei Guskov), demitido da orquestra do Bolshoi por ser "inimigo do povo" por um comuna segue trabalhando como auxiliar de limpeza no teatro. Um dia descobre que o Bolshoi foi convidado para tocar no famoso teatro Châtelet de Paris. Decide chamar os amigos da antiga para tocar no lugar da orquestra atual. Convida a afamada solista Anne Marie Jacquet (Mélanie Laurent) para solar o Concerto para violino e orquestra de Tchaikovsky. Tramas por todos os lados e músicos enferrujados fazem as emoções irem à flor da pele.    
Ali Hassan Ayache    



O terceiro movimento possui um caráter cigano, por seus ritmos e saltos nas cordas graves do violino solo.

Comentários