TEMPORADA DE ÓPERAS INVADE O DISTRITO FEDERAL EM ABRIL.

 “Don Pasquale” e “Gianni Schicchi” são os títulos que levam música de qualidade para várias partes do DF.

A programação cultural, em abril, do Distrito Federal está repleta de novidades, com apresentações de óperas de alto nível para públicos, sobretudo, das regiões mais periféricas ao centro da cidade. Uma destas atrações é a ópera cômica  Don Pasquale, considerada obra-prima do compositor italiano Gaetano Donizetti (1797-1848). A outra, que chega a sua terceira temporada no DF, é a também ópera cômica “Gianni Schicchi”, do compositor Giacomo Puccini e libreto de Giovachino Forzanno, que deve repetir o sucesso alcançado em 2014 e 2016, quando foram apresentadas ao público, respectivamente, no Centro Cultural de Brasília e na Escola de Música de Brasília.
Com estreia prevista para o dia 8 de abril, a montagem “Don Pasquale” tem direção geral de Hermógenes Correia e segue até o dia 16 de abril, sempre a partir das 19h, com a seguinte programação e entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).
– Teatro do Sesc Ceilândia, nos dias 8 e 9 de abril;
– Teatro do Sesc Taguatinga, nos dias 11 e 12 de abril;
– Teatro do Sesc Gama, nos dias 15 e 16 de abril.
Já a “Gianni Schicchi” tem como novidade as apresentações para estudantes de escolas públicas do DF, todas com entrada franca:
– A primeira delas é a Escola Parque Anísio Teixeira, em Ceilândia, com espetáculo marcado para estrear dia 1º de abril, às 15h.
– No mesmo dia, às 19h, é a vez do Centro Educacional 6, também em Ceilândia, receber a montagem.
– O Centro de Ensino Médio 3, no Gama, tem apresentação no dia 3 de abril, às 10h;
– O Centro de Ensino Médio 1, da mesma cidade, às 16h também do dia 3;
– No dia 7 de abril, às 16h, a ópera será exibida para os estudantes e comunidade circunvizinha ao Centro Educacional São Francisco, em São Sebastião;
– Também no Centro Educacional São Bartolomeu, dia 7, às 19h30.

Sobre a ópera “Don Pasquale”
Patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura do DF, o espetáculo tem enredo baseado na Comédia Dell’arte, e conta a história de Senhor Pasquale, um velho solteirão que tem como morador de sua casa o seu sobrinho Ernesto. Cansado da impertinência do seu sobrinho, que não quer um casamento arranjado pelo seu tio, Senhor Pasquale resolve casar-se para poder expulsar o sobrinho de casa. Para isso, ele encomenda ao doutor Malatesta uma noiva. Mas Malatesta tem uma ideia melhor, e junta-se em um plano com Norina, namorada de Ernesto, para acabar com a injustiça de Don Pasquale. “É fácil perceber as semelhanças do enredo com as histórias de Ariano Suassuana, como por exemplo, “O Alto da Compadecida”, afinal os dois enredos bebem da mesma fonte, a Comédia Dell’Arte”, explica o diretor.
Ambientada em Brasília, nos anos 60, com influências de todas as regiões do Brasil, a ópera é uma das obras-primas da “opera buffa” italiana. De acordo com o diretor, “a ideia é prestar uma homenagem ao aniversário da capital federal, utilizando uma cenografia baseada em projeção que lembre a origem de Brasília, contribuindo, assim, para a permanência da obra na memória dos espectadores”, adianta Hermógenes.

S
obre a Ópera “Gianni Schicchi
Ao todo, quatorze cantores eruditos, um ator e pianista ganharão os palcos das escolas da rede pública de ensino. Clara Figueiroa é responsável pela realização do espetáculo e faz parte do elenco que, além de cantar, também trará a dança para a interpretação cênica.
A obra conta a história da família de Buoso Donatti que, em seu leito de morte, descobre que toda a riqueza do falecido fora deixada em testamento para o Convento. Com a ajuda de Gianni Schicchi, conseguem mudar o testamento, mas logo são enganados pelo ajudante que transfere pra si a maior fortuna. Gianni Schicchi é um dos personagens citados no 30º Canto do Inferno da Divina Comédia, de Dante Alighieri. O escritor era casado com Gemma Donati, parente de Buoso Donati. Na ópera, Puccini justifica a atitude de Gianni Schicchi e condena ao inferno a família de Buoso Donati.
Escrita em italiano, a ópera será cantada em português e ambientada no sertão nordestino da década de 20. “A ideia é resgatar a xilogravura, a dança folclórica e a Literatura de Cordel, além de figurino e sotaque da região. Será um espetáculo de fusão artística, de aprendizado e experiência para os estudantes e artistas”, conta Figueiroa.
Patrocínio – Ambas apresentações tem o apoio do Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura do DF.

Ficha Técnica
Ópera Don Pasquale
Autor:   Gaetano Donizetti
Concepção e Direção Geral: Hermógenes Correia
Direção Musical: Artur Soares
Direção Cênica: Janette Dornellas
Assessoria de Comunicação: Proativa Comunicação
Direção de Produção: Gabriela Ramos
Coordenação de Produção: Débora Soares
Iluminação: James Fensterseifer
Design Gráfico: Bárbara Jaccottet
Figurino: Camila Soares
Elenco
Lício Bruno – Baixo-barítono
Gabriela Ramos – Norina (dias 8, 11 e 15 de abril)
Marília Oliveira – Norina (dias 9, 12 e 16 de abril)
Hermógenes Correia – Dr. Malatesta
Roney Calazans – Ernesto
Thiago Scafuto – Notário
Ópera Gianni Schicchi
Autor:   Giacomo Puccini
Diretora: Clara Figueiroa
Adaptação:  Clara Figueiroa
Maestro: Deyvison Miranda
Direção Cênica: Janette Dornellas
Xilogravuras: Arnilson Montenegro
Assessoria de Comunicação: Proativa Comunicação
Coordenador Administrativo: Chang, Gestão Marketing e Produção
Assistente de Diretor: Cláucia Oliveira
Fotografia: Kátia Oliveira
Xilogravista: Arnilson Montenegro
Elenco
Hermógenes Correia (Gianni Schicchi)
Gabriela Ramos (Laureta)
Clara Figueiroa (Xica)
Rafael Ribeiro (Tiburcio)
Fhanoel Ribeiro (Geraldo)
Aida Kellen (Lela)
Ana Tauil (Geraldinho)
JP França  (Beto de Malta)
Hugo Lemos (Seu Tonho)
Tiago Scafutto (Marco)
Érika Kallina (Têca)
José Honório (Amancio De Nicolau)
Charles de Souza (Doutor Antônio Ócio)
Homero Baroni (Guto)
Lincoln di Loureiro (Severino)
Bel Quintella (Bosco De Nati)

Agradecimento Especial 
Lamia Daibs Ratar (In Memorian)
Asta Rose Alcaide (In Memorian)
Francisco Frias
Vânia Marise

SERVIÇO

Ópera Don Pasquale
Onde e quando: Teatro do Sesc Ceilândia, nos dias 8 e 9 de abril, às 19h; Teatro do Sesc Taguatinga, nos dias 11 e 12 de abril, às 19h; e no Teatro do Sesc Gama, nos dias 15 e 16 de abril, às 19h
Classificação: Livre
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Informações: (61) 99124-8550
Ópera “Gianni Schicchi”
Onde e quando: Escola Parque Anísio Teixeira – Ceilândia/DF (dia 1º de abril, às 15h); CED 6 – Ceilândia/DF (dia 1º de abril, às 19h); CEM 3 – Gama/DF (dia 3 de abril, às 10h); CEM 1 – Gama/DF, às 16h; CED São Francisco – São Sebastião/DF (7 de abril, às 16h); e CED São Bartolomeu – São Sebastião/DF (dia 7 de abril, às 19h30)
Classificação: Livre
Quanto: De graça (aberto à comunidade)

FONTE:  http://www.movimento.com/2017/03/temporada-de-operas-invade-o-df-em-abril/

Comentários