ÓPERA "KAWAH IJEN" (VULCÃO AZUL) DE JOÃO GUILHERME RIPPER TEM ESTREIA MUNDIAL NO XXI FESTIVAL AMAZONAS DE ÓPERA.


No dia 27 de maio, o Teatro Amazonas será palco da estreia mundial de “Kawah Ijen” (Vulcão Azul), do compositor brasileiro João Guilherme Ripper, que foi encomendada especialmente para o Festival Amazonas de Ópera (FAO). A história se passa nos arredores do vulcão Kawah Ijen, na Indonésia, onde o dono de uma mineradora enriquece às custas da exploração dos habitantes da vila. Obrigados a chegar até as profundezas da cratera para recolher as melhores pedras de enxofre, os mineiros acabam por inalar o gás venenoso que os vitima ainda jovens. Graças ao pacto com a divindade do vulcão, o dono é protegido das constantes revoltas e ameaças do povo. Entretanto, uma inesperada reviravolta acontece quando ele cobiça e violenta uma jovem da vila que dará  luz aquele que mudará o destino de todos e do vulcão. As reapresentações acontecerão nos dias 31 de maio e 02 de junho, no encerramento do Festival, com o Corpo de Dança do Amazonas, Coral do Amazonas, Orquestra Amazonas Filarmônica, sopranos Isabelle Sabrié e Daniella Carvalho, tenores Daniel Umbelino e Juremir Vieira, baixo Murilo Neves, barítonos Homero Velho e Inácio de Nonno, e o ator Matheus Sabbá. Direção e regência: Marcelo de Jesus.


Fonte:http://www.pedrinhoaguiar.com.br/2018/05/09/opera-kawah-ijen-vulcao-azul-tem-estreia-mundial-no-teatro-amazonas/

Comentários