ÚLTIMOS DIAS PARA JOVENS CANTORES BRASILEIROS SE INSCREVEREM PARA BOLSA DE ESTUDOS DA ACADEMIA CANTO EM TRANCOSO.



Bolsas integrais contemplam uma semana de aulas em Trancoso, com possibilidade de bolsa de estudos internacional
§  As inscrições se encerram no dia 9 de maio 

quarta edição da academia Canto em Trancoso, projeto do Mozarteum Brasileiro em parceria com a academia alemã Chorakademie Lübeck, será entre os dias 15 a 21 de julho. Jovens de todo o País, entre 17 e 28 anos, interessados em uma bolsa de estudos podem se inscrever até 9 de maio, pelo site do Mozarteum: https://mozarteum.org.br/cultura-musical/academia-canto-em-trancoso-2018/.
As audições serão por meio de vídeo e uma comissão fará a seleção de até 50 cantores que receberão uma bolsa completa para a academia (transporte aéreo e terrestre, hospedagem e alimentação em Trancoso), para uma semana de aulas no Teatro L'Occitane, em Trancoso, no Sul da Bahia. Os estudantes que mais se destacarem durante a semana acadêmica serão convidados para uma bolsa de estudos na Alemanha, junto aos cantores permanentes da Chorakademie Lübeck. "Um dos nossos principais objetivos é estimular jovens cantores de todas as nações a se aperfeiçoarem na arte do canto, e é um imenso prazer identificar jovens talentos e poder proporcionar uma bolsa de estudo na Alemanha", explica Rolf Beck, maestro e diretor artístico da Chorakademie Lübeck.
Como nos anos anteriores, os alunos terão aulas individuais com Rolf Beck e Lucia Duchonova, mezzo-soprano eslovena indicada ao Grammy 2010, na categoria Melhor Vocal; e com o holandês Marcel Boone, professor da Hochschule für Musik, de Basel - Suíça. Durante a academia serão aplicadas técnicas de canto e interpretação e, no final, irão apresentar a peça "O Messias, de Georg Friedrich Händel", em um concerto de encerramento, no dia 21 de julho, às 18h30.
A análise e seleção dos vídeos serão feitas até dia 31 de maio de 2018 e, a divulgação dos selecionados, entre os dias 4 e 5 de junho de 2018. "Fomentar a música clássica no Brasil e dar oportunidades a jovens talentos para se aprimorarem com grandes profissionais estrangeiros são alguns dos pilares do Mozarteum, e essa é uma oportunidade única, que deve ser aproveitada ao máximo", afirma Sabine Lovatelli, presidente do Mozarteum Brasileiro.
Nae Matakas participou como bolsista de todas as edições da academia Canto em Trancoso e, em 2017, foi para a Alemanha, como uma das selecionadas para a bolsa de estudos da Chorakademie Lübeck. Sobre as perspectivas que tal oportunidade lhe trouxe, ela afirma: "Estes apoios são fundamentais para nós, estudantes de música. Nos ajudam a ter contato com outras formas de ver e realizar música, tanto tecnicamente como artisticamente, além de nos trazer postura de trabalho e abertura de novos horizontes. São ocasiões muito motivadoras e enriquecedoras".
Serviço
ACADEMIA CANTO EM TRANCOSO
Chorakademie Lübeck
Rolf Beck, direção e regência 
Inscrições: até 9/5, gratuitas, pelo site do Mozarteum Brasileiro (www.mozarteum.org.br).
Audição: Vídeos com acompanhamento de piano:
- Para os que se interessam em participar dos solos de Messias: um solo de Messias + uma obra de Mozart (árias especificadas no site do Mozarteum)
- Para os que não se interessam participar dos solos: uma obra de Mozart + uma obra de Handel ou Bach (livre escolha)
- Data da academia: de 15 a 21 de julho.
- Professores: Rolf Beck, Lucia Duchonová e Marcel Boone.
Concerto de encerramento "O Messias, de Händel"
Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro
Coro da Academia Canto em Trancoso
Carlos Moreno, regente titular
Rolf Beck, regente convidado
Alunos solistas
Data: 21/07 (sábado), às 18h30.
Ingressos: R$30,00 pelo Ingresso Rápido:https://compre.ingressorapido.com.br/event/5606/d/23250/s/94066
Local: Teatro L'Occitane, Trancoso, BA

APOIO: Groupe L'Occitane, Teatro L'Occitane, Vale + Cultura
REALIZAÇÃO: Mozarteum Brasileiro, Ministério da Cultura e Lei de Incentivo a Cultura 
Mozarteum Brasileiro
Fundado por Sabine Lovatelli e Claude Sanguszko, é uma das mais conceituadas associações culturais do país e tem como objetivo valorizar e difundir a cultura musical. Por meio da organização e promoção de espetáculos de música erudita e da manutenção de uma série de atividades educativas em São Paulo e Trancoso, sul da Bahia, fomenta a inclusão social e estende o acesso ao melhor da música para o maior número de pessoas. Desde 1981, início de suas atividades, vem atuando para cumprir dois grandes objetivos: trazer a excelência musical internacional para o público brasileiro e, ao mesmo tempo, incentivar o desenvolvimento pessoal e social por meio de várias iniciativas de cunho cultural e educativo. Traz ao Brasil algumas das maiores orquestras do mundo e abre espaço em sua programação para a apresentação de orquestras jovens e novos talentos brasileiros. Em sua trajetória, realizou mais de 1.500 concertos, que foram vistos por mais de dois milhões de espectadores, em salas de concertos e locais públicos. Mais de nove mil alunos passaram pelas masterclasses e 240 jovens talentos foram encaminhados às melhores instituições musicais nacionais e europeias, por meio de bolsas de estudos concedidas pela instituição.
Sobre a Chorakademie Lübeck
Chorakademie Lübeck varia em tamanho, dependendo da obra a ser executada e do país onde se apresenta. Mas não varia na busca constante por novos cantores ao redor do mundo. Autônoma, identifica oportunidades para criar um novo e independente perfil, firmando-se como um pool de talentos que visa atingir a excelência. O coral está em seu melhor nível técnico desde 2002, quando começou como parte do Schleswig-Holstein Music Festival. Seus solistas simbolizam uma ideia internacional livre e unificada que vai além de fronteiras e diferenças raciais, motivada pelo senso de filosofia e processo criativo comum.
Sobre Rolf Beck
A magnífica premiere mundial de St. Luke Passion, de Penderecki, na Münster Cathedral da Alemanha em 1966, foi decisiva para o então jovem estudante de Direito Rolf Beck perseguir seu entusiasmo pela música clássica. Após se formar advogado, ele começou a estudar com Helmuth Rilling e, em 1972, fundou o Marburg Vocal Ensemble, que logo ganhou vários prêmios nacionais e internacionais e se tornou um dos principais corais alemães. Beck também fundou o coral da Bamberg Symphony Orchestra, que teve performance de sucesso similar. Em 2002, como diretor artístico do Schleswig-Holstein Music Festival, criou uma academia coral, que participou de várias turnês na Alemanha e no exterior. Em 2014, o grupo se tornou a Chorakademie Lübeck.

Comentários